CIÊNCIA, FÉ E TERAPIAS DE VIDAS PASSADAS

CIÊNCIA, FÉ E TERAPIAS DE VIDAS PASSADAS

Saudações,
A Terapia de Vidas Passadas ou Terapia Regressiva como passou a ser denominada é uma técnica terapêutica está intimamente ligada à crença na reencarnação, tanto decantada no Ocidente pelo Kardecismo tanto no Oriente na crença na Roda de Samsara, onde em ambos os casos, as almas desencarnam e retornam em um ciclo que visa um aprendizado, um
amadurecimento, uma prestação de contas ou queima de carma como dizem.

 

Embora seja uma técnica terapêutica criada por um médico psiquiatra, a classe médica e principalmente a classe dos psicólogos e psicanalistas ema sua maioria, são contrários a ela, pelo simples fato de que é uma prática onde mistura crença religiosa com prática de psicoterapia.


Freud já falava da importância da religião em trabalhos fabulosos como O Futuro de Uma Ilusão, por exemplo, mas sempre criando um distanciamento embora compreendendo que a religião vem atender a uma demanda humana de amparo diante das dificuldades da vida e
principalmente, da morte.

 

Mas a Ciência não comunga com tais práticas embora ao mesmo tempo, o mesmo Freud afirmava que a Ciência não dá conta e oferece muito pouco a humanidade em termos de conforto para a alma.

 

Ora, o que cabe então?


A transposição do pensamento mágico para o pensamento racional, até hoje é uma falácia, pois convivemos tanto com um quanto com o outro, pelo simples fato de que fé e ciência ocupam espaços diferentes na natureza humana e não temos que questionar nem um nem outro, pois cada qual se existe é porque existe dentro do ser humano tanto uma alma que
anseia e se conecta com algo da ordem do Divino assim como uma racionalidade que instiga e questiona e que impulsiona o ser humano a criar, desvendar e desenvolver novas formas de ver o mundo.


Creio que nem tanto ao mar nem tanto à terra. Acredito na eficácia das coisas e se a técnica terapêutica de Vidas Passadas funciona, não cabe ser questionada pela Ciência que dela não dá conta.


Além do que, acreditar em carma, é criar responsabilidades com a vida do aqui e agora e tenho a convicção que o que importa, é o que fazemos, criamos e amamos no aqui e agora, pouco importando o que passou ou o que virá.


Só para registro, opinião e reflexão.